Dep Rildo Amaral pede urgência na votação de lei que inclui policiais e bombeiros no grupo prioritário de vacinação contra a Covid-19

Na manhã desta terça-feira (16) durante a sessão remota da Assembleia Legislativa do Maranhão, o Deputado Rildo Amaral (Solidariedade) lamentou a morte de mais um policial militar vitima da Covid-19, e destacou o alto índice de infectados entre os profissionais da segurança pública. O parlamentar pediu urgência na votação de seu Projeto de Lei que pede a inclusão de policiais civis, militares e bombeiros no grupo prioritário de vacinação no estado.

“A atividade policial é de contato direto, precisamos proteger nossos trabalhadores e trabalhadoras que estão nas ruas. É um serviço imprescindível pra toda a população, não tem como suspender. Chega a ser engraçado que o bandido que é preso pelo policial tenha prioridade na vacinação, e o trabalhador que está arriscando sua vida, sendo obrigado a ser exposto a esse vírus, não tenha essa prioridade”, ressaltou Rildo.

O Maranhão registra hoje mais de 5.000 óbitos causados pela Covid-19, totalizando uma letalidade de 24%, com média de 15 mortes por dia. O estado recebeu até o momento 388.471 doses distribuídas das vacinas Coronavac e Astrazeneca, nas quais 82% já foram aplicadas.

O Plano segue a orientação do Ministério da Saúde com relação aos grupos prioritários a primeira etapa da vacinação ocorrerá em três fases, sendo priorizadas as pessoas com maior vulnerabilidade: trabalhadores de saúde, pessoas de 75 anos ou mais, pessoas de 60 anos ou mais institucionalizadas, população em situação de rua, população indígena, aldeado em terras demarcadas aldeada, povos e comunidades tradicionais ribeirinhas e quilombolas.

“Peço que meu projeto seja votado o mais breve possível, para que possamos incluir estes trabalhadores o quanto antes na fila dos grupos prioritários de vacinação contra a Covid-19. Conto com o apoio dos colegas deputados e com a sensibilidade do Governador Flávio Dino”, finalizou o deputado de Imperatriz.

(Assessoria de Comunicação – Brenda Herênio)